Monarchy Vs Republic
Articles Blog

Monarchy Vs Republic

August 26, 2019


Olá! Bom dia! Permita-me que me apresente. Sou português
e sou republicano. Sinto-me muito feliz porque neste 5 de Outubro celebramos o
Centenário da República. Muito gosto em conhecê-lo! Eu também sou portuguesa
mas sou monárquica. COMO É POSSÍVEL ALGUÉM HOJE
AINDA SER MONÁRQUICO?! Que quereis dizer? As monarquias
são coisas do passado… … as repúblicas são o futuro. Que dizeis? Pensava que o Futuro era
um produto da Vontade Humana não algo pré-determinado. Quereis dizer que
sabeis ler o Futuro? Não. Não sei ler o Futuro. O que quis dizer foi que as repúblicas são mais modernas que as monarquias. O que quer dizer “moderno”? De qualquer das formas
estais errado. Na Grécia Antiga… … na Roma Antiga… … na Veneza Medieval… … e na Espanha actual… … as monarquias foram posteriores
às suas respectivas repúblicas. Mas as repúblicas são
mais modernas que as monarquias… … porque as repúblicas
são democráticas. Espanha, Inglaterra, Holanda… … Bélgica, Luxemburgo,
Dinamarca, Noruega, Suécia… … Mónaco, Liechstenstein… … Canadá, Austrália, Japão… … Todos são monarquias! Quereis dizer que tais países
são menos democráticos… … que a República
Popular da China… … ou a República
Democrática do Congo… … ou a República
islâmica do Irão? Não. De facto, algumas monarquias são mais democráticas que algumas repúblicas Por outro lado, uma república
é, por definição, mais democrática. Numa república, o Chefe de Estado é eleito enquanto numa monarquia não é. Que importa se uma república
é mais democrática por definição… … se não é mais democrática na prática? Muitos reis iniciaram as suas dinastias através de eleições ou aclamação popular Na Noruega, Itália e Austrália… … as monarquias
sujeitaram-se a referendos. Mas as repúblicas portuguesas… … sempre se negaram
a um referendo sobre Monarquia. Bem… Isso é porque o Povo inculto poderia votar na
antidemocrática Monarquia. Então o Povo não pode votar… … porque isso
seria antidemocrático?! Isso é exactamente
o que um ditador diria! ” O Povo não sabe escolher ” Bem… Mas você não acha que
que qualquer um deveria poder candidatar-se a presidente? Não acha que o Povo deveria eleger os seus líderes directamente? O problema é que o Povo
não elege os seus líderes directamente mas com a mediação
de partidos políticos. Se um candidato presidencial
não tiver um apoio partidário… … ele não tem
hipóteses de ser eleito. Ele não terá os recursos económicos nem mediáticos para alcançar o poder. O poder está
concentrado numa elite. Que tem isso de republicano? Mas pelo menos as repúblicas são melhores… …a proteger os Direitos Humanos
que as monarquias. É engraçado que mencioneis
os Direitos Humanos. A Monarquia Constitucional
portuguesa foi a primeira na Europa
a abolir a pena de morte. Mas a III República portuguesa introduziu uma nova pena de morte sendo directamente responsável pela morte de milhares de bebés nos ventres de suas mães. Mas a legalização do aborto
foi votada em referendo A República tinha a obrigação
de aceitar a escolha do Povo. Então devo concluir que as democracias não são perfeitas em proteger os Direitos Humanos de todos. República ou Monarquia… Isso é irrelevante. O que importa são a ética e valores dos líderes do Estado. Mas porque pensa que
a ética e valores de um rei… … são melhores que a ética e valores de um presidente? Porque o Rei foi educado desde o seu nascimento nos vários ramos da
Ética, Política, Cultura e Lei. Ele está melhor preparado para exercer o poder de Chefe de Estado. Mas nas actuais monarquias constitucionais os reis têm apenas
um papel decorativo O poder é realmente exercido por governos eleitos democraticamente. Em Portugal… o presidente também tem um papel decorativo. Os seus poderes são muito limitados comparativamente aos do Governo. Mas ao contrário do Presidente… … o Rei não está sujeito a pressão eleitoral. O Rei não está preocupado em perder votos. Assim, a Democracia é respeitada… … mas contrabalançada por valores inalienáveis… … como os Direitos Humanos das pessoas sem direito de voto. E como você sabe que um Rei vai respeitar os Direitos Humanos? E como sabeis vós que um Presidente eleito democraticamente respeitará os Direitos Humanos? Porque ele pode
perder as eleições. Se esses Direitos Humanos afectarem eleitores… … então ele perderá as eleições. Mas se esses Direitos Humanos afectarem minorias eleitorais… … tal não sucederá. Se essas minorias forem impopulares ou bodes expiatórios na opinião pública… … o Presidente estará, na verdade, motivado a sacrificar esses Direitos Humanos. Está bem… Até agora você demonstrou que uma república não é automaticamente superior a uma monarquia. Contudo… você ainda não provou que Portugal estaria melhor com uma monarquia do que com uma república. Eu conheço o meu Povo muito bem. O Povo português
tem uma predilecção por líderes fortes, carismáticos, providenciais… O nosso Povo votou constantemente este perfil de pessoa para o Governo e Presidência. Mas um Rei preenche esta necessidade psicológica. E assim, não há necessidade
em gastar mais dinheiro em eleições de uma figura que é um mero regulador do Governo. Mas não deveria ser o Povo
a eleger esse regulador? Como eu disse antes… Apenas um candidato com um apoio partidário será eleito. Como pode um candidato apoiado por um partido político ser um regulador neutro dos partidos políticos? Finalmente… há a questão da legimidade. O Partido Republicano nunca venceu as eleições na Monarquia Constitucional. A implantação da República foi facilitada pelo regicídio. Foi construída sobre o assassínio de um Chefe de Estado. Todas as 3 repúblicas foram implantadas por uma elite liderando uma revolução. Foram impostas. As expectativas do Povo para uma melhor qualidade de vida foram instrumentalizadas para legitimar uma ideologia particular. Por outro lado… a 1ª, 2ª e 4ª Dinastias foram fundadas com a aclamação popular dos seus respectivos reis. A Monarquia Constitucional nasceu numa Guerra Civil. Em todos estes eventos, o Povo participou activamente lutando apaixonada
e patrioticamente. Sim… Bem… Ainda não estou
totalmente convencido. Contudo, acho que agora compreendo melhor os monárquicos e agora respeito
as vossas convicções. Isso é muito bom. Fico satisfeita com isso. Nós somos todos portugueses e todos queremos o melhor para o nosso País. Ouçamos as opiniões
uns dos outros e usemos os canais democráticos apropriados para lutar pelas nossas causas e convicções. Isso é que é Democracia!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *